15 outubro 2015

Ela e eu

Como eu fui...
Pensei muito, adiei ano após anos, depois treinei muito, impus-me tempos e distâncias, ainda hesitei e depois inscrevi-me na minha primeira mini maratona, de pouco mais de 7km. No dia anterior fiquei nervosa, não dormi bem, comi pouco para não ter fome e depois tive fome. Bebi pouca água. No final da prova arrastei-me, mas depois consegui.

Como ela é...
Quer correr muito tempo. Pode ser 5km. Pode ser com os ténis velhos. Mas no dia anterior quer correr pela cidade, pendurar-se em todas as árvores, sem receio de se cansar para o dia seguinte. No dia da prova acorda normalmente e vai aos pinotes até à partida. Quando a mãe lhe diz que se enganaram no percurso e afinal em vez dos 5km, têm de correr 10km, está bem. Vai sempre ao mesmo ritmo, costas direitas, a ouvir música nos fones, a reparar na canoa cor-de-laranja, no trevo triangular. No fim da corrida não está cansada. E no regresso a casa vai novamente aos pinotes, subindo a qualquer poste que apareça no caminho.

Como é que sei que ela é humana?
Também lhe doem as pernas.