27 março 2015

dois assuntos

Feita.
21km, muitos de cansaço, mas todos de corrida. Nem uma pausa! 2h21 de corrida a par e passo com a minha irmã. 
Vitória! Meia-maratona feita antes dos 40!


Depois a minha mãe contou-me que um alemão de 43 anos tinha morrido durante a prova, e lamentou: "Ainda era novo...", ao que eu rapidamente pensei em resposta "Novo, não! Lá porque era mais novo que tu não quer dizer que fosse novo." Mas ainda nem terminava o pensamento, já o meu cérebro começava a funcionar e murmurava-me "Era quase da minha idade..." 

Ainda não me interiorizei desta coisa dos 40. Devia conseguir. 
Para certas coisas começo a ser velha: ter mais filhos (a menopausa está aí a bater à porta, não tarda), começar coisas de novo, desportos..., mas na minha cabeça parece que ainda tenho tudo por fazer: ter uma vida estável e segura, dinheiro, felicidade, amor, a minha própria família, deixar uma marca no planeta, ser alguém...

Ainda no Recife, fui à  praia com uma eslovena de 25 anos. Sabia-me mais velha, mas sentia-me companheira. Um rapaz mete conversa com ela, mas ela não entendia nada. Ele olha para mim e eu oiço "É tua irmã?", ela pergunta-me "o quê" com os olhos. Respondo "nada". O rapaz repete e oiço "É tua mãe?".
...
Que choque! Que tristeza! 
Respondi à eslovena que não tinha entendido o que o gajo dizia, mas na realidade pensava que realmente tenho idade para ser "mãe". Já não sou tipa para ser alvo de engate na praia.
Já não sou alguém com o futuro pela frente. Daqui a nada a vida acaba e que fiz eu que queria ter feito?



Sem comentários: