26 setembro 2014

Ontem fui dar uma volta de bicicleta pela Lagoa Rodrigo de Freitas. É um sítio bem bonito (nalguns locais), com pessoas engraçadas, imensas festas de aniversário, piqueniques, música, comida, bicicletas, corrida, gaivotas, etc.
Vi uns animais estranhíssimo*s que não fotografei e que olhei durante pouco tempo. Eram peludos, com olhos grandes, pelo claro e estavam uns três deitados em cima uns dos outros. O que me pareceram, à primeira vista, foi serem pescoços de camelos, ou melhor, pareciam camelos mas só tinham o pescoço e cabeça - tenho de lá voltar para vê-los e percebê-los melhor.

Ouvi uma músiquinha e li um pouco do meu livro antes do sol se pôr.

No passeio pela Lagoa Rodrigo de Freitas, passei por uma cancela onde se lia "Não passar quando vier o helicóptero". Achei estranho, mas como não havia nenhum continuei. Aí a vista era ampla e dava para tirar umas boas fotografias, mas a máquina punha-me a noite como se fosse dia e então demorei-me um pouco a fazer várias tentativas.
Até que oiço a hélice do helicóptero e resolvo sair dali. Mas era tarde demais!! A cancela estava fechada dos dois lados! Oh, julgava que ia voar para dentro da lagoa...

*NOTA: Fui informada que os "animais estranhíssimos" são capivaras. Cá vos deixo a informação.

Sem comentários: