25 fevereiro 2015

mais uma ficha, mais uma volta

Começo a habituar-me: sair de casa, deixar a a filha entregue, preparar a viagem...
Muito menos angústia que na experiência anterior e tudo mais bem preparado e planeado para o tempo render bem.

Retomo o cuidado com a língua: camisola, rapariga, gozar requerem nano-segundos de reflexão antes de serem pronunciados (é preciso atentar no auditório).

O estar no meio de estranhos não me assusta tanto e sei que a possibilidade de fazer o que gosto (correr, ler, ir ao cinema, concertos e teatro) transforma qualquer estrangeiro num local onde me posso sentir bem.

Aguardo com vontade refrescar-me com uma Original ou água de coco.

Conclusão: devia ter feito Erasmus para sentir mais cedo que o Mundo é a minha casa.




1 comentário:

gralha disse...

Aproveita bem isso tudo. Boa viagem :)