14 outubro 2014

Itatiaia

Saí do Rio de Janeiro passados dois meses e fui apanhar frio para o Parque Nacional de Itatiaia, que fica na confluência dos Estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.
Fui apanhar frio (4º à noite é muito frio, principalmente para quem só tem roupa de Verão) e fui escalar e fazer caminhadas e acampar. Tudo coisas de que gosto muito! E não ouvir nem autocarros nem aviões nem portas a fechar nem sinais sonoros de tipo nenhum.... Maravilhoso!!!
Éramos 4 e demo-nos bem. Rimos em conjunto - que é uma coisa muito boa - principalmente motivados por diferenças linguísticas entre o português de Portugal e o do Brasil.
Só faltou um vinho à noite para aquecer... Esqueci-me, mas não me esquecerei da próxima.
No regresso passámos numa loja característica onde dava vontade de levar tudo para casa: doce de leite com chocolate, geleia de mocotó, pé de moça, pé de moleque, picante molho atômico, picante morte súbita, leite de onça, cachaça, mel, geleia de pimenta, geleia de limão, queijo muçarela (é como escrevem aqui), queijo com especiarias, queijo coalho, etc... (mais umas trezentas variedades).



 Aqui podia-se tomar banho, mas ouvi dizer que era água mais gelada do estado do Rio de Janeiro.


Estas são as Agulhas Negras. Chegámos ao cume depois de uma bela "escalaminhada". 2791m de altitude!!! (daí as constantes dores de cabeça). A descida foi mais emocionante que a subida: rapéis, dúvidas, a noite, o escuro... Mas chegámos bem e a comida (atum com molho de tomate, tortelini de queijo, ovo cozido e queijo ralado, com suco de caju, e chocolatinhos para sobremesa e chá para empurrar) soube que nem ginjas! Bem melhor, até!

Este foi escalado no primeiro dia: Pedra do Altar. Lá em cima a rocha é toda ondulada, como a areia por vezes debaixo de água, cheia de covas. Muito bonito!


Cá estou eu no topo a mirar o horizonte!

Florzinha Amariis que cresce por todo o lado aos pares e que se destaca sempre pela vivacidade do tom vermelho no meio do cinzento das rochas e verde das doutras plantas.

Trilha fácil, mas muito bonita sobre um vale gigantesco de cada lado. Os urubus voavam por ali e faziam algumas razias (poucas, que eles não são animais muito dados).

2 comentários:

gralha disse...

Maravilha :)

Paula disse...

Espectacular! É de aproveitar.