31 julho 2014

Parabéns

É o aniversário da mais bela criatura da minha vida. É hoje e não foi celebrado com a pompa e circunstância que merecia. Não teve a prenda de arromba que se esperava. O dia foi sombrio, quase de inverno, por contraste à luminosidade que devia haver.
Deveria ser resplandecimento e gargalhadas por todo lado.

Houve gargalhadas nossas nalguns momentos e calor intenso no meu coração. E isto enche o mundo que é o  meu.

Sem comentários: