10 junho 2013

sobre pensos higiénicos

Este último anúncio a pensos higiénicos "sem odor" deixa-me quase mal disposta.
Supostamente são umas 40 mulheres com o período a usar pensos higiénicos, todas juntas numa sala, de saínhas curtas e a andar e a dançar sempre de perna aberta. E depois fazem aquela coisa horrível que me transtorna o estômago: inspiram com cara de prazer odorífero o cheiro que as mesmas quarenta mulheres menstruadas libertam dos seus pensos higiénicos!!! É nojento!!!

Só mesmo as crianças é que podem ser enganadas por um anúncio daqueles...

E já agora, uma anedota da vida real:
Os anúncios a pensos higiénicos da minha infância apresentavam um penso, em que havia umas coisas grossas que estavam nele (sangue, mas eu não sabia), que depois se tornavam finas.
Um dia, num chuveiro de num parque de campismo, onde eu iria tomar banho, estava um penso deixado a um canto. Vi-o e fui dizer à minha mãe:
- Não quero tomar banho naquele, está ali uma daquelas coisas que servem para as senhoras ficarem com os pêlos mais fininhos.
Naturalmente, a minha mãe não percebeu do que é que eu estava a falar e teve de ver o objecto em si. Foi nesse dia que me foi explicada a menstruação. 

Sem comentários: