04 setembro 2012

Rotina, chegámos!

A escola nova, a professora nova, os amigos novos e a nova forma de estar na escola causaram algum nervosismo à pequena criança que em breve será uma leitora certificada. No entanto, o desconforto não foi muito e à tarde, quando a fui buscar, ainda queria ficar lá mais tempo.
Na rotina também há sempre "papéis": papéis que alguém precisa e que nós temos que ir pedir a outro alguém noutro lado. Regra geral o "outro alguém" nunca ouviu falar do papel que nos pediram nem faz a mínima ideia da utilidade que tal coisa possa ter. Com alguma insistência nossa conseguimos um papel. Levamos o papel ao primeiro alguém que diz imediatamente que não era aquele papel que queria mas, depois de alguma explicação sobre a informação nele contida, declara que vai ver o que pode fazer e que se é só esse papel que arranjámos então que terá de dar. Isto ontem, para a escola dela; porque hoje, para a minha escola, mais papéis, mais "nunca ouvi falar em tal coisa, vou ter de falar com a Lurdes [ontem foi a Anabela que forneceu a solução]".
Pronto, agora é só preencher os papéis, entregá-los e acho que podemos ir à nossa vida como normal.

1 comentário:

Paula disse...

Ai, o raio das burocracias. Estás sempre a tropeçar nisso, caramba! E ela gostou, é? Tudo a correr bem? Que bom!