17 setembro 2012

o grito popular


Na manifestação começaram alguma letras de músicas conhecidas a surgir na minha cabeça: eram melodias e palavras soltas que não conseguia identificar com um título, nem sequer cantar.
Hoje de manhã as músicas continuavam a ainda a na cabeça e iam ganhando forma. Finalmente consegui ter ideia de umas frases e fiquei felicíssima, porque a letra da tal música que já trauteava há dois dias tinha imenso a ver com o que se passa agora e com o que eu queria dizer. Fui procurar na net e encontrei letra e música. Vi que havia uma palavra que eu tinha confundido ("dito" com "grito"). Não sei se gosto mais da minha versão ou da original.
Cá fica o karaoke.

DESESPERAR JAMAIS - Ivan Lins

Desesperar jamais
Aprendemos muito nesses anos
Afinal de contas não tem cabimento
Entregar o jogo no primeiro tempo
Nada de correr da raia*
Nada de morrer na praia
Nada! Nada! Nada de esquecer
No balanço de perdas e danos
Já tivemos muitos desenganos
Já tivemos muito que chorar
Mas agora, acho que chegou a hora
De fazer valer o dito
[grito] popular
Desesperar jamais
Cutucou por baixo, o de cima cai
Desesperar jamais
Cutucou com jeito, não levanta mais
Bras. Fam. Fugir de, evitar confronto, compromisso, dificuldade etc.

Sem comentários: