12 junho 2012

remédio santo

Hoje é que foi o grande dia da libertação aduaneira: tornei-me totalmente legal. Sou transparente. Declaro todo e qualquer rendimento que tenho. Já vou poder dormir descansada sem ter medo que um dia venha alguém à procura de rendimentos não declarados, ou uma assustadora carta registada da nova entidade - Autoridade Aduaneira - que me leve todas as poupanças. O que há para levar levam já. Acredito que vou deixar de ter dores nas costas. Se calhar até perco a tendinite! Uhu! Sim, porque eu sei como as preocupações, os medos, as ânsias e as angústias nos enxovalham, encurvam e "arterosclerosam". Declarar tudo, e para isso pagar impostos de selo e coimas, é o melhor analgésico anti-reumatismal. A partir de hoje vou correr a 15km/h, escalar sem medos e até vou poder fazer uma elevação sem estragar os ombros. Sim, eu sei-o! Eu sinto-o! Sinto-me curada. Um pouco mais pobre, mas...

Ah, Finanças, Finanças, se soubessem o bem que me fazem por ausência do mal que me podem fazer...