20 junho 2012

feijões


Fui correr hoje, coisa que já não fazia há duas semanas. As festas e os trabalhos, mais os amigos que vêm do estrangeiro tiraram-me o tempo disponível para a corrida.

Mas agora, na fase final dos trabalhos, resolvi calçar os ténis para descansar de tanto computador.

Durante a meia hora que corro sinto-me como um frasco de feijões, que depois de o enchermos, se batermos com o fundo do frasco no tampo da cozinha, os feijões organizam-se, encaixam uns nos outros, acabando por arranjar espaço para arrumar mais uns feijões.

Quando corro sinto que a cada passada as minhas ideias se organizam, arrumam e encaixam umas nas outras, abrindo espaço para mais outras que acabarão por tornar o meu projecto final de seminário (= frasco de feijões) num trabalho mais completo e entrosado consigo mesmo.

Enquanto corro consigo pensar no séc. XVIII e em requerimentos e documentos, manuscritos, edições e traduções, locais de espectáculos, actores, empresários e assentos de nascimento e óbito sem interrupções; contrariamente, em frente ao computador, num texto word com todas estas palavras escritas por ali, consigo pensar no que vou fazer 6ª e na 5ª, e na bicicleta e nas futuras obras em casa, e na Segurança Social (essa sacana!), em escalada, espectáculos que quero ver, organização das férias, a crónica e crescente falta de dinheiro, o que me apetece comer e o que devia comer, e tantas outras coisas.

Faz-me pensar que deveria correr com um pequeno gravador onde fosse depositando todas as ideias maravilhosas que despontam na minha cabeça a cada passada.

3 comentários:

Jose Maria Oliveira disse...

A mim acontece-me exactamente o mesmo. Enquanto corro, sonho acordado e tenho imensas ideias estapafúrdias.
Felizmente tenho corrido mais que tu :-)
É, para mim, tão vital como comer ou respirar. Se passam 2 dias que não corra começo a bater mal. Hoje limpei 13km à hora do almoço. Ahhhhh....

mm disse...

Deve ser por isso que és muito esperto e tens tão boas ideias :)

Cheila disse...

boa Marta: correr pelo doutoramento :)
...o melhor de tudo é que depois de correr tudo parece possível, fico mais calma, as ideias (feijões) ficam organizados, e o mundo parece colorido!