02 janeiro 2012

ano novo

Chegar a casa é que é a sensação de ano novo!
Acho que nunca me senti tão bem por chegar a casa... Depois de lá estar e arrumar as coisas, preparar-me para o regresso ao trabalho e à rotina, é que sinto que vai começar alguma coisa nova este ano, que eu vou ser melhor.
Porque sim, eu é que tenho de ser melhor. Não é o ano que tem de o ser para mim. É claro que a vida ingrata deita a malta abaixo, mas também é preciso andar para frente. Sermos melhores para nós mesmos. Penso até que a realização das coisas mais ínfimas a que nos propomos é uma forma de sentirmos que estamos a realizar projectos. Não é preciso escrever um livro ou dar a volta ao mundo - se calhar remendar a roupa que está à espera, acabar o tricot, pintar as janelas, lavar a banheira é o passo em frente para depois acreditarmos que outros projectos e sonhos maiores se realizam. É acabar com a sensação de que há algo que devia e podia ter feito e ainda não fiz. É fazê-lo!
...
ando a descontrair os ombros, a ver se o peso do mundo me sai de cima.
 

1 comentário:

lori disse...

Que lindo! Até eu vou me inspirar nisso. Se você melhorar, o mundo ao seu redor vai melhorar.( imagine, mesmo sendo um pouquinho a cada dia, que maravilha!)