11 agosto 2011

Praia com levante

Cena 1 - o amor

Um casal namora dentro de água. Apesar de estarem só as cabeças de
fora, a maior parte dos adultos percebe o que se passa (visto que
havia muitos olhares nessa direcção). Depois de estarem colados frente
a frente, os amantes separam-se e com água pela cintura fincam os
olhos no fundo, como se estivessem a apanhar conquilhas. Uns amigos do
casal juntam-se na pesquisa. Continuam a ser observados pela praia em
peso. Só quando o homem sai da água se percebe quem perdeu o
fato-de-banho: ela. Teve de ser resgatada com uma toalha pela cintura.
Ao final do dia passeavam-se pela beira-mar a ver que prendas as
grandes ondas tinham trazido para eles.

Cena 2 - a vida

Banal: dois homens valentes, a quem a bravura das ondas, a correnteza
do levante, a bandeira amarela e os avisos dos nadadores-salvadores
não os amedrontam e impedem de nadar até fora de pé e combater a
espuma das ondas como um heróico Camões de manuscrito na mão, acabam
por ser resgatados por dois nadadores-salvadores, de bóias
cor-de-laranja ao peito, e ser puxados até terra pelos outros
banhistas mais cuidadosos, que preferem ficar mais a seco.

03 agosto 2011

primeiro dia de praia

Não é só a minha miúda ter feito 5 anos e calçar o 29, ela está mesmo crescida.
Quando regressávamos do nosso primeiro dia de praia do ano, dei por mim a lembrar de todas as outras formas em que já fizemos o mesmo percurso: ela ao colo, ela na mochila a dormir toda inclinada, a caminharmos e eu  cheia de tralha, a caminharmos ela carregando a própria tralha, e agora tão simples: linda e feliz ao meu lado. Fixe!...
Gosto desta miúda, cada vez mais.

02 agosto 2011

comboios

Não há como um apeadeiro no meio do nada, um comboio que chega quase sem aviso, uma única pessoa no cais, para que se sinta que uma viagem emocionante e uma vida esfusiante está a começar. Mesmo que essa viagem seja apenas de 25km e demore meia-hora.
Uma estação de comboios quanto mais velha, mais mágica é...
E os sorrisos e acenos de quem vai e de quem fica partilham essa sensação de magia.