19 julho 2011

Obediência

Estreei-me na ida para o trabalho de bicicleta. É engraçado.
A parte mais complicada é levar a miúda à escola. Ela também vai de bicla. Em todo o percurso eu só lhe dou ordens: vira, pára, anda, espera, mais devagar, esquerda, frente, direita, não pares, olh'ás pessoas!, usa o travão, vai para a bicicleta, mais depressa, etc... de forma, que aquilo a aborrece um bocado. Eu tenho pena, mas enquanto ela não conseguir tomar estas decisões sozinha a única coisa que eu posso fazer é partilhar as minhas com ela e obrigá-la a obedecer-me. Espero que ela não desista disto, por causa das ordens. Mas há situações em que não pode haver cedências à obediência... Expliquei-lhe isto. Entenderá?

Nota: a foto é do Parque da Bela-Vista.

1 comentário:

paulinha disse...

Grandes malucas!
Espero que as viagens corram bem. Só mesmo tu e a Mariana. A sorte é que ela é de facto obediente :) Mas depois faz a festa, quando chegam ao destino e incentiva-a "É giro vir de bicicleta para a escola", "Portaste-te muito bem e estou muito feliz", etc.

Boas viagens!