06 junho 2011

as dores do crescimento

À medida que a minha filha cresce vai levando cada vez mais cotoveladas na cabeça.
Se calhar é nesta altura que eles largam as saias da mãe.
Tenho de ter cuidado...

1 comentário:

paulinha disse...

Eu lembro-me da altura em que a minha cabeça dava pouco mais que o rabo das pessoas. Horrível. De ir no 24 (ou 28?)para a ginástica com a cara enfiada em rabos (na altura em que a Rosa ainda me ia deixar ao eléctrico ao pé da Gulbenkian).