07 dezembro 2010

Deitar cedo e cedo erguer

Os dias andam bons e maus ao mesmo tempo.
Ontem começou por ser ranhoso como os anteriores, como mais uma resposta negativa a uma entrevista que fui. Parece que 2011 se está a fazer difícil e não me deixa descansar. Cada vez durmo menos, como mais, e fico mais tempo a olhar para coisa nenhuma. A paciência também decresce e deixo as coisas descambar (tanto a casa, como a educação, como os interesses).

Mas depois, cheguei a casa e disse "Hoje é o dia em que vou meter a miúda na cama às 21h e com banho tomado.". E foi! Que espectáculo! E pareceu tão simples: mandá-la para o banho; enquanto ela lá estava, fazer o jantar; quando ela saiu, comemos; depois foi ver bonecos e eu fui lixar as portas; acabaram os bonecos foi para a cama e eu fui investir no meu futuro académico-profissional; depois de trabalhar uma hora e meia vi uma série na TV enquanto punha um elástico numas calças; e depois ainda regressei ao trabalho académico antes de me deitar. Um absoluto espectáculo de harmonia e gestão. Não posso deixar que isto descambe outra vez.
Além de que hoje consegui tirá-la da cama um pouco mais cedo e não fiquei irritada logo de manhã porque não chegámos atrasadas à escola mais uma vez.
Com tanta harmonia, tornamo-nos as duas pessoas adoráveis uma para a outra e vamos rindo e cantando ao longo do caminho.

Deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz sorrir.

Sem comentários: