17 maio 2010

Dias em cheio

Às vezes parece que não faço nada e depois, ao fim do dia, quando estou sentada a comer caracóis com um amigo que em pergunta "o que fizeste hoje?" é que reparo, enquanto respondo, que fiz muita coisa.
Assim: acordar, limpar a casa, pintar o escritório e arrumar, almoçar, à tarde ir escalar, depois ir ao CCB ver a exposição da Joana Vasconcelos e depois caracóis. Muita actividade gira, não é?
Noutro dia: arrumar a casa, pintar o quarto da Mariana, ir para a rua e apanhar uma festa da criança com pinturas, insufláveis, comida à borla e balões, ir à feira do livro, comprar 2 (a vida está cara e as prateleiras cheias), ir à Baixa, visitar o MUDE, ir ver o Terreiro do Paço arranjado (?) e o Cais das Colunas, voltar a casa, almoçar e ir para uma festa de anos no Montijo. Grande dia, pá!

E depois digo que estou muito cansada para fazer coisas. Pudera...

Sem comentários: