04 dezembro 2009

festa de natal

Ainda conseguimos ir à festa de Natal, mas foi a correr.
Primeiro na escola disseram-me que ou ficava 7 dias em casa ou precisava da declaração do médico. Não estava com vontade de ir ao médico, mas já que tinha de ir, comecei a tratar de tudo. Liguei para o Centro de Saúde e disseram-me que a médica de família só chegava dia 14 e então tinha de ir na 2ª antes das 9h para marcarem consulta para esse dia. Depois, sem esperança, liguei para o pediatra dela (que é caríssimo e em geral só está a partir das 15h), mas ele disse-me que era só passar por lá para ter a declaração: não se pagava e além disso, sabe-se lá porquê, era uma e meia e ele estava lá. Então saímos de casa a correr, fomos a pé até ao médico e depois do médico à festa tb fomos a pé - tudo em 30 minutos!!! - e chegámos a tempo de a Mariana dizer o poema dela. Claro que mal a vi e não percebi nada do que os miúdos disseram. Depois ainda consegui apanhar 2 rissóis e uma merendinha, mas a Mariana quis logo dar de frosques e agora estamos de novo em casa.
Estava com imenso medo que ela ficasse outra vez com febre e que as educadoras nunca mais acreditassem em mim, mas correu bem.
 
Nestas festas é que sinto mesmo que somos só as duas, no meio daquelas famílias todas com 4 máquinas fotográficas apontadas para cada criaturinha.
E fico triste.

1 comentário:

pekala disse...

Por aqui somos só nós os dois e no entanto vive mais gente cá em casa...