28 fevereiro 2009

compinchas

Mais um dia bom!
Eu não sou muito de grupos e fico sempre assustada quando combino coisas com muita gente. E fico um bocadinho stressada e na retranca [é esta a expressão?!], mas depois corre sempre tudo bem. As pessoas são sempre melhores que os meus piores receios, dão-se todas bem: é fixe.
 
Foi bom ir escalar e vir de lá já de noite (é inegável que se começou muito tarde, mas mesmo assim). Já não me acontecia isso há tanto tempo!!! Uns 4 anos... Gosto tanto de retomar as coisas que gostava. E de me sentir em forma e tudo isso.
Às vezes olho para trás, antes da Mariana e vejo-me muito mais alegre e mais leve. É essa leveza que quero voltar a ter. A alegria tenho com esta pirralha linda.
 
A Mariana portou-se bem, embora no fim já estivesse no limite, mas eu é que não devia ter esticado a corda. Amanhã é um dia caseiro e familiar e tudo se compõe.
 
Cada vez sinto mais que estou a chegar a um equilíbrio em que consigo fazer o que gosto e deixá-la feliz ao mesmo tempo. Já não são duas coisas incompatíveis. Vamos ser umas grandes compinchas!
 

27 fevereiro 2009

E no sábado anterior: Monsanto


Pois, no sábado, antes do Zoo, fomos a Monsanto festejar, tardiamente o meu aniversário com amigos e família.
Cá está a bela a dar os seus primeiros passos na escalada.

É fixe ter os amigos todos ali, embora não se fale com nenhum. É um mistério das festas de aniversário: juntamos pessoas que não vemos há muito tempo, mas não arranjamos tempo para falar com nenhuma delas. Já sei que é assim, mas continuo a insistir, porque ao menos, depois disto surgem sempre convites para outras coisas maravilhosas, como por exemplo, ir escalar a Sintra no sábado.
Foi mesmo fixe, mas descobri que estou uma grande naba. Sintra é sempre um local espectacular.

26 fevereiro 2009

terça no Zoo

Ainda não contei como foi no Zoo, na 3ª de Carnaval, mas não podia deixar de homenagear a "giraça".
 

22 fevereiro 2009

relatório week-end

Eh pá!
Já foram dois dias em que me esqueci de lhe pôr o aparelho. Tenho de ver se atino, porque senão a miúda ainda fica a pensar que é mesmo assim.
 
Ontem houve festarola em Monsanto e ela adorou: muita gente, muita bola, muita comida e até escalaou um bocado.
 
Hoje, fomos à Guia: também escalou um bocado, mas quem se cansou fui eu.
No final fomos ver a Boca do Inferno com as centenas de pessoas que fazem o mesmo. Ela quis descalçar-se e eu queria só estar deitada.
Há muita gente mascarada, mas ela não liga nenhuma. Cada vez que vê uma bicicleta "Mãe, mãe, peteca!", mas podem passar ursos, chinesas, espanholas, fadas e damas-antigas que ela não tuge nem muge.
 
Ela já dorme, e eu daqui a pouco irei fazer o mesmo.

19 fevereiro 2009

cidadã

Ontem ia com ela fazer o BI. Ou melhor, ia perguntar como é que era, porque eu já sei que nunca fazemos o que queremos quando mete papel: falta-nos sempre um papel que não temos.
Então lá fui com os meus papéis, umas fotos giras da miúda e boa vontade.
Chegámos lá e fomos surpreendida com: já não há BIs, agora é o cartão do cidadão. E então, ranhosa, riscada e meio sebosa a Mariana foi fotografada para os próximos 5 anos.
A foto foi o mais complicado: primeiro estava a brincar com o batôn (do cieiro, hã!); quando lhe tirei o baton amuou; depois estava de lado a olhar para mim; para olhar em frente puseram um urso de peluche em cima, mas ela ficou tão contente que só se ria e com a boca aberta não podia ser; quando pedir para fechar a boca, pôs os lábios para dentro; até que finalmente saiu qualquer coisa aceitável. Aceitável para eles, que por mim tinha iso mais janota e limpinha.
Mas já está.
 
De outras coisas que tinha para fazer há muito tempo:
- estreei os meus ténis com uma corrida matinal.

sem desprimor para o gado bovino

Não é que a parva da suposta avó da Mariana me ligou e a única coisa que conseguiu balbuciar foi "É engano"?
Vaca estúpida!
 
 

para ouvir em casa

Fui 3ª a um concerto de um amigo meu onde apareceu este rapaz.
Coloco-o aqui só porque no trabalho não tenho som e em casa esqueço-me sempre das coisas que vi na net enquanto trabalhava.



Não sei quem me lê, mas não concheço isto. O facto de estar postado não implica nenhuma apreciação de gosto pessoal.

18 fevereiro 2009

Viva a preguiça!

Ontem ouvi:
 
"A preguiça é a base da lei suprema: a lei do menor esforço."
 
A lei do menor esforço, neste contexto, é a forma de se chegar de uma forma mais ágil de um ponto ao outro.
Quer contradizer todos os esforços e suores que temos por coisas que poderiam ser feitas de uma forma mais simples.
 
Pois eu agora não sei o que passa comigo, mas na verdade o cansaço que tive há cerca de um mês atrás foi-se e parece que consigo fazer tudo melhor, que há tempo para as coisas e, principalmente, que tenho muito mais paciência (a verdade é que já nem preciso desta) e disponibilidade para tudo e, principalmente (outra vez), a Miúda-Maravilha.
 
Até já digo bem dela a toda a gente!
 
 

17 fevereiro 2009

desenhos animados

video

Este já é antigo...
Agora há uns com cabelos e barba (mas eu também não tenho disponibilidade para filmar cada gracinha da miúda).

16 fevereiro 2009

Pela primeira vez o senhor do Continente ficou chateado comigo depois de subir estes altíssimos 3 andares com as compras às costas.
Compreendo:
1) 26 pacotes de litro de leite (é fundamental para uma criança em crescimento);
2) 72 cervejas de garrafa (estava a pensar fazer uma festa cá em casa);
3) o resto, num total de 155 produtos.
 
Como sempre que faço compras on-line, engano-me nos tamanhos, assim comprei 3 pacotes de kilo de margarina (quando o que eu queria era de 250gr) e um pacote de 5kg de arroz carolino (ao menos não é trinca). També fiz a estupidez de encomendar 12 iogurtes naturais (grande seca!!!).
 
A Mariana desenha os braços todos: parece tatuada.
 
Está gira, a miúda. É tão bomo quando nos damos bem... É um alívio.
Só em resposta à Tatas, já temos muitos desenhos afixados, mas por acaso destes ainda não.
Lá na escola fez um muita giro, com cabelo e tudo.
E a minha mão contou-me que ela já desenha o bigode do avô (também não vi).
Tenho uma artista a desvendar cá em casa...

13 fevereiro 2009

desenho

Aqui vai uma foto do trabalho da artista.

12 fevereiro 2009

R-evolução!

Esta miúda às vezes cresce a um ritmo alucinante: agora já faz bonecos com olhos, nariz, boca e sapatos; sabe usar o batôn e já dá cambalhotas à frente!
Fica aos pinotes sozinha na minha cama algum tempo e quando lá chego "Upa" e tira-me as pantufas para eu poder fazer malabarismos com ela nas pernas.
 
Está outra vez com tosse, por isso, pô-la a rir às gargalhadas, além de bom é também saudável.
 
Esta semana foi outra vez uma semana de preencher papéis, com visitas à SS, Estefânia, consultas, banco e sei lá que mais assinaturas e declarações eles querem. Quando entreguei tudo, o senhor que me atedndeu não percebia nada, nem mesmo distinguir dois impressos diferentes: perguntava vezes sem conta se um não era cópia do outro, só porque um era azul e o outro preto (ou seja, nem leu nada!). Saí de lá com vontade de chorar: a dúvida sobre se isto terá algum seguimento.
É tão chato depender financeiramente seja de quem fôr!!! Só por isso joguei no Euromilhões mal saí para a rua.
 
Vai ser mais um fim-de-semana cansativo, mas acho que para a semana consigo, finalmente, acalmar um bocado.

05 fevereiro 2009

puns

A Mariana está aqui ao pé de mim e farta-se de dar puns mal-cheirosos... Insisto para ir à casa-de-banho, sanita, cócó... (todas as palavras que conheço que a podem incentivar), mas ela insiste em dar-me bebidas imaginárias e me servir para comer os enfeites da árvores de natal.
 
...
 
Outro...

pintura

02 fevereiro 2009

mais um dia

Ando cheia de trabalho...
Mas a vida com a Mariana tem corrido muito bem. Acho que muito tem a ver com a ajuda da Miffy: ela quer sempre, sempre ver o DVD e isso deixa-me tempo para fazer as coisas que é preciso: jantar, banho, computador, escrever, etc.
Resultado: em vez de ser ela que anda atrás de mim para brincar, sou eu que ando atrás dela.
Espero que tanta Miffy não lhe faça mal...
 
Do fim-de-semana
 
Fizemos pinturas e ela adorou. Quando punha tinta no pincel ria muito! E consegui que ela dissesse as cores (é a fase em que estamos).
 
No Domingo, fomos fazer uma coisa que eu queria há muito tempo: ir a um chinês jantar. Nunca convido ninguém, porque estas vontades dão-me de repente e, essa é que essa, cedo. Portanto, fomos jantar antes das 19h. Fomos as primeiras a chegar e como sempre pedi demais.
Só lá estavam famílias chinesas e a minha impressão é que todos olhavam para ela, crianças, velho e mulheres. E riam-se muito. Será que pensavam o mesmo que nós quando olhamos para os deles: Tão pequenina e já consegue comer com talheres?!
 
E pronto, foi isso Ainda tentámos gozar o sol no sábado, mas estava tudo molhado.
E no Domingo não gozámos o sol porque fizemos uma grande sesta (a meio da tarde fico sempre com mau aspecto: olheiras, sebosa, olhos semicerrados... Não percebo porquê).