02 dezembro 2008

feriado

Lá fomos a almoços, lanches e jantares.
E para terminar em beleza, no feriado ficámos em casa e fizemos bolos (muita bons, com receita copiada dos babygrows, mas não com tão boa figura), castanhas assadas no forno, frango com cerveja e sei lá mais quê.
A pirralha caiu para o lado antes das 20h, mas tossia tanto que com ela a dormir tive de lhe dar o xarope e pôr gotas no nariz - a gente fá-los sofrer mesmo a dormir, coitadinhos...

Ainda arrumei o armário dos medicamentos, que andava a adiar por falta de berbequim que me ajudasse a pendurá-lo na parede. Mas por causa (acho eu) dos anúncios da TV com aquele miúdo que anda de cavalo de pau e depois toma comprimidos, pus o armário em cima de outro armário. Ao alcance da miúda, mas fechadinho à chave.

E dos outros milhares de pequenas coisas que queria fazer fiz algumas, mas parece que o tempo é sempre pouco.
Como?! Como?!
Como é que com 3 dias de férias não temos tempo para fazer coisinhas simples em casa.
Irra!
E continuo a precisar do meu livrinho aconchegante. Acabei por não ir à biblioteca e senti falta dele.
Dediquei-me à malha, mas o resultado do meu tricotar continua a ser um mistério para mim. Vou tendo ideias, mas ainda não sei como transformar aquilo em alguma coisa nomeável.

Sem comentários: