29 abril 2008

É bom, mas cada vez tenho mais sono

Acabei agora de falar com um pai com dois filhos e estivemos os dois a queixarmo-nos da ausência de descanso aos fins-de-semana e dias de semana. Mas o giro disto, é que nos queixamos com um grande sorriso.
Não deve haver tanta contente, mesmo quando se levanta uma hora ou duas antes daquilo que o corpo pede, como os pais. Será?
Eu tento sempre arrastar a Mariana para a minha cama, para ver se consigo mais meia hora de descanso. Nunca dá, mas acabamos por ficar meia hora na cama a brincar. E na verdade acho que é muito bom este espaço para brincadeiras matinais, todos os dias, em vez de acordarmos logo com o stress de chegar a horas a qualquer lado.
E mesmo que me custe um bocado, mais vale acordar meia hora mais cedo e brincar com ela, do que ela deixar-me acordar depois de eu ter dormido o meu soninho todo e acabarmos por não ter tempo de convívio.

04 abril 2008

nem a dormir descanso

Mais sonhos. Desta vez estávamos num Lidl que foi assaltado, por uns gajos mesmo maus e cruéis, e eu só queria era ver se aquilo acabava antes que dessem pela miúda.

Já não basta preocupar-me com ela do dia inteiro, levantar-me 10 vezes à noite por causa da estúpida da tosse dela que voltou e a acorda, ainda tenho de, nos poucos momentos em que devia descansar, ter o coração nas mãos por causa de assaltos, facas e quedas.

Já não é só ser mãe que cansa, é ser doida.